Direito dos Militares é pauta de reunião com entidades de classe

Deputado Coronel Lee teve encontro com representantes da AMAI, Assofepar, Clube dos Oficiais, SBSS, ADEPOL, SINPOAPAR, SINDARSPEN e SINCLAPOL

Caminhar lado a lado. Esse é o desejo das principias entidades do Setor de Segurança do Paraná. O dia 29 de julho foi marcado por um encontro histórico onde participaram, além do Deputado Coronel Lee, que é presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Paraná, além de representantes de associações e sindicatos, como o presidente da AMAI, Coronel Altair Mariot; o presidente da Assofepar, Coronel Carlos Eduardo Rodrigues Assunção; o presidente do Clube dos Oficiais, Coronel Izaías de Farias; o presidente da SBSS, Sargento Arlindo Lucinda; o presidente da ADEPOL, Daniel Prestes Fagundes; o presidente do SINPOAPAR, Perito Paulo Roberto Stocco Zempulski; o presidente do SINDARSPEN, Agente Ricardo de Carvalho Miranda; e o presidente do SINCLAPOL, Investigador Kamil Samen.

O desejo de um trabalho em conjunto, pautado pelo diálogo, foi ressaltado pelas entidades, para que os direitos da categoria possam ser preservados e ampliados. O PL 248/2020, que dispõe sobre as diretrizes para elaboração e execução da lei orçamentária do exercício de 2021, promove diversos retrocessos, entre eles a suspensão de qualquer implantação e concessão de revisões remuneratórias (mesmo aquelas já concedidas por lei estadual anterior), promoções e progressões (até 31 de dezembro de 2021), e o impedimento de contagem desse período para fins de aquisição do direito à promoção, progressão ou qualquer outro avanço na carreira.

Em resposta, os parlamentares presentes informaram que a atuação deles na ALEP é pautada pela busca de avanços aos profissionais da segurança pública, mesmo diante das atuais dificuldades econômicas devido à pandemia. Eles fizeram uso da palavra e destacaram o trabalho que vem realizando, com tratativas importantes e em estágio avançado para a garantia dos direitos, com destaque para a implantação regular de progressões, promoções e isenções em prol de portadores de moléstia grave.

Na oportunidade, também foi destacada a omissão do Secretário Estadual de Segurança Pública, Coronel Rômulo Marinho Soares, diante das demandas da categoria, e a ausência dos dirigentes das Instituições de segurança pública do Estado, que foram convidados a participar de uma importante reunião com os representantes da classe, no dia 23 de julho, mas não se fizeram presentes.

seg

Com informações da AVM

http://www.avmpmpr.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: